Morte de um Amor

O tempo passou...
Passou como uma brisa
Que sopra em seu rosto.
Tentativas e esperanças...
Um dia não haverá mais...
Não haverá a ternura, o desejo...
Desejo que se completa.
No encontro de dois corpos.
Dois corpos que não são mais...
Corpos que não se desejam...
Desejo e libido
Alquimia do Amor.
Morre a Paixão, o Amor, a Esperança.
O encanto a desilusão
De não ter o mais puro e profundo
Sentimento que é o Amor.

Silvia L. Lapa